Interior de São Paulo ganha dois novos complexos solares

Interior de São Paulo ganha dois novos complexos solares

Complexo de Guaimbê possui 550 mil placas solares instaladas em uma área de 237 hectares — Foto: AES Tietê/Divulgação Imagem G1.globo.com

A companhia AES Tietê inaugurou na última quinta-feira (15) dois complexos solares na cidade de Bauru, interior de São Paulo. Guaimbê e Ouroeste somam 300 MW de potência e R$ 1,2 bilhão em investimentos.

Segundo a Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (ABSOLAR), o Brasil tem 2,4 GW de potência em energia solar fotovoltaica, representando atualmente cerca de 1,2% da matriz elétrica do país. A Bahia lidera este ranking, enquanto São Paulo está na quinta posição. Estima-se que o setor possa gerar um incremento de mais de 672 mil novos empregos até 2035 no país, segundo a ABSOLAR.

Com 150 MW de capacidade instalada, o Complexo Guaimbê é composto por 550 mil placas solares em uma área de 237 hectares. Já o Complexo Solar Ouroeste inaugurou a operação de sua primeira fase. Em breve, a segunda fase também será finalizada, totalizando a capacidade total de 144 MW em uma área de 280 hectares.

Como as plantas solares estarão espalhadas em um raio de até 1.500 km de distância, a empresa irá gerencia-las e controla-las remotamente, através do Centro de Operações de Geração de Energia (COGE), garantido agilidade e eficiência na operação.

Armazenamento de energia
O projeto ainda conta com instalações para armazenamento de energia com baterias de íon lítio. Trata-se de um sistema de integração com geração renovável intermitente, solar e eólica, possibilitando que a energia armazenada ao longo do dia possa ser utilizada no horário de custos de energia mais vantajosos, por exemplo.


Por Ciclo Vivo

Economia Sustentável


Newsletter