Adidas cria quadra flutuante com 13 mil garrafas PET e barris reaproveitados

Adidas cria quadra flutuante com 13 mil garrafas PET e barris reaproveitados


Em parceria com a Parley for the Oceans – organização que atua na conscientização global sobre a fragilidade dos oceanos–, a adidas montou uma quadra de futebol flutuante na Lagoa Rodrigo de Freitas (Rio de Janeiro) no dia 5 de julho, para conscientizar sobre resíduos plásticos no ambiente marinho. O campo foi usado para uma competição global de futebol de rua promovida pela marca, em um desafio 2 x 2 na quadra.

Medindo 10.8m X 11.3m, boa parte de sua estrutura foi feita de material sustentável ou reciclado, coletados durante o mês de abril pela ONG Guardiões do Mar – parceira Parley – nas áreas costeiras do Rio de Janeiro. As cerca de 13 mil garrafas plásticas recolhidas em apenas três dias na baía de Guanabara, e mais de 200 barris de plástico reciclados, ajudaram a quadra a flutuar na Lagoa – com o fim do evento, todos os materiais foram reciclados.

“A prática do esporte depende de um campo para jogar, de um oceano para surfar, de uma montanha para escalar. E estas áreas têm sido cada vez mais ameaçadas por conta de ações humanas, como o esgotamento de recursos, mudanças climáticas ou as superpopulações. É por isso que queremos assumir o papel de guardiões destes espaços. A adidas está totalmente comprometida neste sentido e tem buscado gerar um impacto duradouro, dando passos importantes rumo a um futuro mais sustentável. Um bom exemplo, como fundadores parceiros da Parley for the Oceans, é a promessa de parar de usar qualquer fonte de plástico virgem até 2024”, comenta o editor da adidas para a América Latina, Paulo Ziliotto.

Essa é mais uma ação das três listras em parceria com a Parley for the Oceans que, desde 2015, trabalham juntos para trazer soluções de prevenir a poluição plástica dos oceanos. Desde então, a parceria já ajudou a manter longe dos oceanos cerca de 2810 toneladas de resíduos plásticos e este é apenas o começo. Neste ano, a adidas também impactou mais de 2.2 milhões de corredores ao redor do mundo com a Run For The Oceans, iniciativa que tem objetivo de investir na educação da nova geração sobre o problema da poluição plástica. Foram 12 milhões de quilômetros e $1.5 milhões de dólares doados para Ocean School Program.

“Nós vemos uma nova geração de ativistas ganhando influência – a juventude. Eles não são apenas o nosso futuro, eles já são os melhores professores, os melhores embaixadores do nosso movimento. Eles educam seus pais, políticos e usam a mídia de maneira natural. Os jovens são a nossa maior esperança, uma vez que são movidos pela mais forte de todas as motivações: sua própria sobrevivência”, finaliza Cyrill Gutsch, fundador e CEO da Parley for the Oceans.

Por Ciclo Vivo

Economia Sustentável


Newsletter